Seja bem-vindo

ao Diocesano

MARCOS REFERENCIAL:

MARCO SITUACIONAL

HISTÓRICO DO MUNICÍPIO DE PENEDO

Antes de nos determos diretamente no contexto onde nosso Colégio encontra-se inserido, faz-se necessário resgatar um pouco da história do nosso município de Penedo.

Localizada no extremo sul de Alagoas, possuindo uma área de 633 Km² a cidade de Penedo é uma das mais bonitas e antigas cidades históricas brasileiras e impressiona seus visitantes pelo seu rico patrimônio histórico-culturais. Suas igrejas, conventos e palacetes do século XVII  e XVIII proporcionam uma verdadeira viagem ao passado do Brasil Colonial.

 A origem do nome, para alguns historiadores, o nome primitivo do Penedo, deveria ter sido “SÃO FRANCISCO”. O nome desse notável rio, no linguajar indígena (Caetés), os primitivos habitantes da zona sanfranciscana, foi “OPARA” (Rio do Mar), ou “PARÁ”. Com o tempo, o povoado teve o seu nome consagrado de “PENEDO”.

Erguendo-se imponente sobre um rochedo às margens do rio São Francisco, a cidade de Penedo é um relicário vivo, que conserva um patrimônio artístico-cultural de grande valor, tendo sido palco de acontecimentos importantes do Brasil Colonial. As marcas dos colonizadores portugueses, holandeses e dos missionários franciscanos, podem ser constatadas na arquitetura barroca de conventos e igrejas.

Culturalmente a região é muito rica em artesãos. Predominam as esculturas em madeiras, pedra calcário, gesso e barro. Encontram-se também grandes variedades de artesanato em couro, palha, fibra e casca de coco, bijuterias, arranjos de flores, pinturas a óleo.

Foi nesse cenário que nasceu o Colégio Diocesano de Penedo, inicialmente chamado Ginásio Diocesano de Penedo, fundado no dia 12 de março de 1944 sob a autoridade do Sr. Bispo Diocesano, Dom Fernando Gomes e a proteção de São José, escolhido patrono do novo educandário da cidade do Penedo.

A fundação de um Estabelecimento de Ensino foi ação pioneira desse prelado para atender os jovens do sexo masculino, oferecendo-lhes o Ginásio Diocesano de Penedo de Ensino Secundário, no intuito de prestar um serviço educativo inspirado no Evangelho, preparando a juventude para a vida e a habilitação ao trabalho.

Consta em seus registros que, tendo falecido o primeiro bispo da Diocese de Penedo Dom Jonas Batinga, foi nomeado para sucedê-lo o Exmo. Dom Fernando Gomes que, chegando para assumir o posto a ele designado no dia 09 de maio de 1943, de imediato cogitou a fundação de um estabelecimento de Ensino Secundário para o sexo masculino, considerando de suma importância este empreendimento, haja vista na cidade já existir um estabelecimento que atendia as alunas do sexo feminino. Por equiparação e exigência da época, nada mais justo do que tamanho labor.

No início de sua história, com o apoio da população, o Senhor Bispo Diocesano adquiriu o prédio situado à Rua Siqueira Campos nº 187 e um outro vizinho, de nº 143, tratou-se então de estabelecer as reformas nos supracitados para atender às exigências ministeriais.

Com o crescimento do número de alunos, mudou-se para a sede onde hoje funciona o Colégio Estadual Comendador José Peixoto e, posteriormente, foi transferida para o Centro Vocacional, atual sede do Colégio Diocesano.

O Padre Luiz Ferreira Neto foi o primeiro diretor, auxiliado pelo padre José Maurício da Rocha, então diretor espiritual do Colégio. Ao longo de 66 anos, vários padres e leigos estiveram à frente como diretores, orientadores e professores, semeando o Evangelho no coração das crianças e jovens e apontando caminhos de crescimento pessoal e compromisso com a sociedade.

As festas e quermesses desenvolvidas no Colégio estimulam a busca pelo conhecimento, desenvolvem a criatividade, o raciocínio, a socialização e a autoestima, aproximando a  família e a comunidade do ambiente escolar.

Durante muito tempo, nossa prática educativa busca entender como ensinar.  Hoje, preocupamo-nos com a questão de como o aluno aprende. Nesse sentido o professor abre mão da cultura acumulada pela humanidade para ajudar o aluno a entender a realidade social.

    CONHECIMENTO DA REALIDADE DA ESCOLA:

    O COLÉGIO DIOCESANO DE PENEDO foi criado pela portaria nº 662 de 20 de dezembro de 1943, foi designado como Inspetor XV da Divisão de Ensino Secundário de Alagoas, o Sr. Anfrísio Freire Ribeiro que, para fim de reconhecimento sob regime de inspeção, deu aprovada a supra verificação por Portaria nº 371, de 31 de maio de 1946.

    Atualmente, com o empenho do Senhor Bispo Diocesano, Dom Valério Breda, SDB, pastor dedicado à causa da educação, o Colégio Diocesano vem se destacando quanto à qualidade de ensino, realizado num ambiente educativo em que todos se sentem família, “a Família Diocesano”, inspirada nos princípios educativos de São João Bosco, sintetizados nas palavras: RAZÃO, FÉ, CARINHO e expresso no seu lema: EDUCAÇÃO É COISA DO CORAÇÃO.

    Hoje o Colégio Diocesano de Penedo oferta a Educação Básica da Educação Infantil até o Ensino Médio, atendendo a alunos a partir de 02 anos.

    O critério utilizado para o ingresso de novos alunos é estabelecido pelo número de vagas disponível e de acordo com a documentação emitidas pelas escolas egressas, no caso de aluno novato, conforme a legislação .

    O Colégio Diocesano de Penedo tem atualmente o Sistema SAE DIGITAL DE ENSINO, o qual desenvolve um programa de curso de formação continuada, conforme solicitação de atualização da proposta curricular, ou seja, anualmente acontecem encontros pedagógicos com todos os segmentos, onde se prioriza os conteúdos para organização curricular e atendimento as necessidades das aprendizagens dos educandos com sistema tecnológico avançado de ensino. 

    O nosso Colégio, configura-se como um espaço constituído de ações que marcam decisivamente tanto o aluno-cidadão como apropria instituição educativa, sendo considerado como um espaço de interações que deve oferecer ao educando condições propícias à construção do conhecimento, de modo a despertar as diversas potencialidades embutidas em cada ser.

    No intuito de concretização de nossa proposta tomaremos como base sócio-filosóficas-cultural a concepção interacionista, por ser a teoria que, conseguem aglutinar diversos outros estudos. Vale ressaltar, que também seguiremos as orientações filosóficas de Dom Bosco. O Sistema Preventivo Dom Bosco, configura-se como um conjunto de práticas e princípios educativos deixados por São João Bosco, mentor e fundador das Obras Salesianas espalhadas pelo mundo. Esses princípios são:

    • RAZÃO – O educando se educa quando se dá conta dos motivos da ação educativa. De acordo com as possibilidades de cada um, todos nos educamos através da participação, espírito crítico e diálogo.
    • RELIGIÃO – O Evangelho é que fundamenta e dá sentido às práticas, experiências e compromissos de fraternidade vividos por cada pessoa, cada grupo e pela Comunidade Educativa.
    • CARINHO – A presença salesiana se identifica pela atitude de acolhida, bondade, alegria e fraternidade, que cria um clima de família. A “afeição demonstrada” é o tempero de tudo.

      NOSSA MISSÃO

      Promover o desenvolvimento integral de nossos alunos, por meio de processos pedagógicos que contribuam com a formação fundamentada no respeito à vida, à diversidade e comprometida com os valores éticos e cristãos próprios da formação integral do ser humano.

      NOSSA VISÃO

      Ser excelência em nossa cidade pela qualidade do ensino em todos os níveis buscando a valorização do convívio pleno dos alunos, professores e colaboradores com a educação, com a família, com a comunidade e com a natureza, nossa “CASA COMUM” (CFE 2016).

      NOSSOS VALORES

      • Integridade;
      • Espiritualidade
      • Desenvolvimento Crítico
      • Solidariedade
      • Respeito às diferenças
      • Responsabilidade Ambiental;
      • Cooperação;
      • Espírito de Família.